InícioPortalCalendárioGaleriaFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Meu psicótico Preferido! (Death Note) Cap.1

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
WELL
Rank: 3º Sargento
Rank: 3º Sargento
avatar

Masculino
Número de Mensagens : 41
Personagem Favorito : Kirito
Anime Preferido : Sword Art Online
Localização : Pernambuco
Idade : 18
Data de inscrição : 10/09/2014

MensagemAssunto: Meu psicótico Preferido! (Death Note) Cap.1   Sab 13 Set 2014 - 15:31

Meu psicótico Preferido!

Autor:Kelner .M. Foster
Gêneros(s): Comédia, Drama (Tragédia) Escolar


Capítulo I

River Pov's

O que está acontecendo comigo? Por que estou tão confuso? Não constumo ser assim. Ok, tudo o que eu preciso fazer é relaxar e esquecer isso.

Levanto do chão do banheiro e fico de frente para a pia, inclinando a cabeça para frente e ligando a torneira, fazendo com que a água caisse sobre os meus cabelos e rosto com uma boa pressão.

Quando tudo fica aparentemente em silêncio, consigo ouvir a tempestade que estava caindo, seguida de barulhentos trovões.

Fecho a torneira e seco meu rosto rapidamente, seguindo para fora em seguida. Quando sai da porta, Beyond ficou me fitando perplexo, mas decidi ignorá-lo e seguir até a minha cama, onde meu coelhinho me esperava.

Eu devo estar com febre, pois apesar de já ter dormido no banheiro, conseguir adormercer rapidamente.

***

Acordo em meio á madrugada. Os raios e trovôes estavam cada vez mais fortes e assustadores, além do constante barulho da chuva me incomodar. Cubro-me com as finas cobertas que havia ali, numa tentativa frustada de espantar o aparente medo da chuva. De repente, sinto um par de braços me abraçar, e então a voz rouca de Beyond sussurou ao meu ouvido:

- Calma... Não precisa ter medo Near, eu estou aqui, e além do mais, é uma mísera chuva.

Vi ele tentando me acalmar, e tentei o mesmo.


Beyond Pov's

Estou ficando cada vez estranho. É uma sensação de proteção. Quando vi Nate pela primeira vez, algo bateu forte dentro de mim, e meu cérebro se via cada vez mais curioso por esse garoto. Eu sempre fui uma pessoa fria, mas sinto como se estivesse amolecendo, o que certamente não é bom para os meus planos.

O Near acabou dormindo e eu também, acho que conseguir acalma-lo

Uma semana depois...


Cheguei a conclusão de que o Near parecia bastante com meu irmão, então comecei a evitar ele.

Tudo estava estranho entre mim e Near. Desde antes, troquei pouquíssimas palavras com o albino, e ele estava mais frio e calculista do que antes.

Porém, eu já o ouvi conversando com algúem, que pela vez, era sobre mim. O seu tom alegre e entusiasmante, não sabera o que era.


Near Pov's

A confusão sentimental domina praticamente, 99,9% do meu dia. Para o meu ritmo, tudo está acontecendo rápido demais quando se trata do Beyond. Tenho muitas perguntas em relação a isso, o que torna meu cotidiano cada vez mais agoniante e desconfortável.

Com a intuição de esfriar a cabeça, saio do quarto em passos lentos e então prossigo até a brinquedoteca, o lugar mais confortável para mim. Dentre os corredores, várias crianças correm ou até mesmo andam, algumas até esbarram em mim e saem rindo, mas nem ligo.

Apresso os passos e então chego ao local desejado. O cômodo era pequeno e revestido nas cores verdes, tendo só o piso de porcelanato na cor marrom. Há várias pratileiras, e nelas, caixas muito organizadas com jogos e brinquedos infantis. Vejo um grande quebra-cabeças no chão e então me sento, começando a montá-lo quase que de imediato.

Em meus devaneios, percebi que inconscientemente eu estava fugindo de Beyond, sem mais nem menos. Meu cérebro, por um instante, se alegrou com isso, porém, meu coração se entristeceu estranhamente. Sinto que já tinha encontrado ele antes, não entendo.

Quando finalmente terminei de montar o quebra-cabeças, olho para o relógio na parede e me dou conta que já é bem tarde, e segundo as regras do internato, eu já deveria estar na cama.

Levanto em passos lentos e então paro em uma escada, quando repentinamente a energia cai.
Sinto um leve medo, mas então sento na escada e fito o lado de fora, atráves de uma pequena janela.

Depois de alguns minutos assim, sinto algo estranho. Grandes mãos percorrem por todo meu cabelo e rosto, parecendo querer saber quem eu sou, a modo de um cego.

- Ah, finalmente te achei - uma voz susurrou, de imediato a reconheci.

- Beyond? O que faz aqui?

Depois disso entrei no dormitório junto com ele, e senti que estava sendo muito frio.
Sentei-me na beirada da cama que era respectivamente minha, então ele se aproximou e pôs suas mãos em minha testa.

- Near, você está com febre, melhor ir dormir - disse ele, empurrando-me de leve para cima da cama e então me cobrindo.

Em minutos eu dei um chute nele fraco que fez o cair no chão.

-AAAAAI - gritou ele.

- O que foi Near? - querendo saber o motivo, que tolo...

- Eu sei me virar bem, grato. - eu estava bastante frio com ele, e ele só tentava me ajudar não estava me entendendo.

Depois disso ele se deitou e tentou dormir, e eu fiz o mesmo. Estava tudo muito estranho.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
 
Meu psicótico Preferido! (Death Note) Cap.1
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Death Note - Episodio 2 - Dublado - HD
» Os rapazes mais giros dos animes!
» [JOGO] Alfabeto asiático!
» Qual é o seu ator e/ou atriz preferido?
» Reanault G 260 - AGIP

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Anime Neo :: -- ÁREA FANFIC' ! -- :: FanFic's-
Ir para: